9 Dicas de mudanças no design do seu cardápio para vender

9 Dicas de mudanças no design do seu cardápio que vão impulsionar suas vendas

Um estabelecimento alimentício opera de acordo com a estabilidade da economia. Em tempos de oscilação econômica e crise, como o período em que vivemos agora, é natural que os restaurantes, lanchonetes, pizzarias e outro estabelecimentos do ramo façam pequenas alterações em seus preços a fim de sanar os problemas trazidos pelas despesas extras e continuar garantindo sua sobrevivência no mercado.

O aumento de preços, mesmo diante de uma justificativa válida, nunca é agradável para os consumidores. Para evitar perder clientes é interessante que o estabelecimento encontre outras maneiras de cativá-lo e consequentemente gerar mais vendas, deixando para trás as justificativas para elevar os preços. Uma boa alternativa para alavancar suas vendas é aplicar algumas das dicas aqui listadas no seu cardápio.

Gerenciar um estabelecimento consiste também em controlar a produção e entrega dos pedidos. Isso pode exigir muito tempo do operador de caixa que tem de gerenciar todo o processo, um tempo adicional que é sempre levado em conta pelos clientes. Com o Consumer, um software inteiramente voltado para o ramo da alimentação, você agiliza os seus processos e organiza todo o seu negócio em um só sistema que tem todas as ferramentas de que um estabelecimento alimentício pode precisar.

Leia mais e entenda como você pode evitar perder seu tempo e seus clientes fazendo alterações simples no cardápio. Ao terminar a leitura, garanto que vai deixar de lado a ideia de elevar os preços.

Como alterar o Design do meu cardápio vai me trazer lucros?

Talvez você já saiba disso, mas seu cardápio é mais do que um meio de mostrar aos seus clientes os pratos que você oferece.

Um cardápio bem elaborado pode aprimorar toda a experiência de um jantar. Um Design adequado pode servir para conduzir as decisões do consumidor,gerar valor sobre a marca e, é claro, gerar lucros significativos por conta disso.

Nesse artigo vou mostrar 9 dicas de alterações para o Design do seu cardápio que vão, sem dúvida, fazer com que ele impulsione suas vendas.

Algumas das dicas podem ser combinadas, enquanto outras são melhor utilizadas sozinhas. Pense bem no seu cardápio e na maneira com que seus clientes o vêem. Mantenha seu menu em mente e tente imaginar a maneira com que um cliente o observa. Seguindo essa regra vamos para a primeira dica de Design para melhorar o seu cardápio.

Dica de Design para cardápio Nº 1: Crie diferentes categorias para seus produtos. Separe-os por popularidade e frequência de venda.

Procure “categorizar” seus produtos além das categorias típicas (entrada, prato principal, bebidas e sobremesas). Categorize-os em 4 diferentes categorias com base no quão lucrativos esses itens são:

  • Muito popular e muito lucrativo: Chame a atenção de seus clientes para esses. São os itens que merecem destaque no Cardápio.
  • Pouco popular e muito lucrativo: Como são muito lucrativos, dê destaque a esses itens e incentive seu consumo para que se tornem populares.
  • Muito popular e pouco lucrativo: Você precisa manter esses itens porque são populares e, muitas vezes, são o que fazem os clientes entrarem pela porta. Considere fazer versões mais lucrativas desses pratos.
  • Pouco popular e pouco lucrativo: São pratos muito específicos que só chamam a atenção de um público em específico. Procure limitar esses itens a promoções ou arrumar cardápios diferentes para esses.

Dica de Design para cardápio Nº 2: Limite as escolhas dos clientes para guiar suas decisões de compra.

O primeiro impulso a se fazer um Menu é listar todos os itens possíveis no cardápio. O problema é que nem sempre dar muitas opções é melhor para as vendas.

Muitas opções podem levar o consumidor a não fazer escolha alguma. Quantas vezes você não olhou um cardápio extenso e teve dificuldades para escolher seu pedido, ou ainda pior, escolheu algum item sem muita confiança e acabou se arrependendo? Para evitar que isso aconteça com seus clientes, evite mostrar opções demais, ou ao menos, destaque os pratos mais lucrativos e populares.

Limite as escolhas dos clientes para aquelas que saem com mais frequência e geram mais lucros. O número adequado de opções é 7. Menos que isso pode parecer pouco e mais que isso pode ser um excesso de alternativas.

Dica de Design para cardápio Nº 3: Coloque seus pratos mais vendidos no seu “triângulo dourado”.

O triângulo dourado do cardápio é a parte que seus consumidores lêem primeiro. Dê só uma olhada na imagem.

O triângulo dourado mostra em que lugar do cardápio as pessoas olham primeiro.

As pessoas tendem a olhar primeiro para a coluna do meio e depois para as regiões superiores dos lados esquerdo e direito do cardápio.

Certifique-se de colocar seus itens mais populares e lucrativos nas extremidades desse triângulo para gerar mais vendas.

Dica de Design para cardápio Nº 4: Dê destaque ao item mais vendido da categoria.

Colocar seus itens mais populares e lucrativos dentro do seu triângulo dourado é bom, mas não basta. Destaque itens desse tipo usando recursos como o negrito ou o itálico. Usar caixas coloridas, sublinhados, lacinhos e detalhes que atraiam a atenção pode ser interessante, mas cuidado para não exagerar nesses recursos.

Você não quer atrapalhar a experiência de jantar das pessoas com um cardápio monótono mas também não quer confundi-las com atrativos demais.

Dica de Design para cardápio Nº 5: Use pratos caros de chamariz e faça seus clientes se interessarem pelos seus pratos mais baratos

Use um produto caro de chamariz. Assim os outros produtos vão parecer mais baratos.

Se você quer ver um aumento real nos lucros, fazendo com que cada cliente gaste um pouco mais, essa é uma ótima tática que serve muito bem a esse propósito. O interessante é que essa estratégia não eleva os preços, nem engana ou ilude. Sem mais delongas, a estratégia é a seguinte: coloque seus pratos (produtos) em uma disposição que dê sempre algum destaque a um conjunto de três itens: um prato muito barato, um de preço usual e outro de preço mais elevado (também mais sofisticado).

O de preço mais elevado vai fazer o de preço normal se sobressair como uma boa alternativa e inconscientemente os clientes vão ser mais inclinados a ter um consumo médio, com menores chances de acharem elevados os produtos de preço normal.

Dica de Design para cardápio Nº 6: Inclua opcionais, com moderação, no seu cardápio para gerar vendas adicionais

Mesmo que seus pratos já pareçam inteiramente montados e adequados, considere disponibilizar a escolha de itens opcionais. Permitir a inclusão de adicionais turbina muito as vendas e faz com que os consumidores gastem um pouco mais para customizar seu prato de modo que lhes agrade ainda mais.

Permitir os acréscimos são uma ótima ideia de fazer com que o consumidor gaste um pequeno valor adicional muitas vezes pouco significativo para ele, mas muito significativo para os seus lucros.

Dica de Design para cardapio Nº 7: Atualize o seu Menu e o otimize para fazer vendas cruzadas

Verifique quais são as combinações de itens feitas com mais frequência. Os clientes sempre pedem lanches com batata frita e refrigerantes? Procure vender esses itens juntos, em combos e combinados. A venda cruzada é quando você cria no cliente a necessidade de levar algo mais.

Criar uma abordagem que não só chame a atenção dos clientes para essas combinações, mas também recomende a compra de diferentes itens juntos, pode fazer suas vendas decolarem.

Porém, certifique-se de sempre dar ao cliente liberdade de escolha total sobre o que vai levar separadamente ou não. O que você pode e deve fazer é criar sugestões e promoções para incentivar compras maiores.

Dica de Design para cardápio Nº 8: Faça bom uso das cores. Elas podem levar as pessoas a comprar.

Diferentes cores desencadeiam diferentes tipos de associações nos receptores. Elas impactam no que sentimos, e sutilmente, alteram nossas preferências. Algumas cores podem despertar em nós o sentimento de curiosidade e interesse, enquanto outras nos preenchem com alguma segurança e satisfação. Olhe a sua volta, procure ver as placas, cardápios e logomarcas dos estabelecimentos que lhe cercam. Logo vai perceber que é um fato, as cores tem grande influência sobre o que nós compramos ou deixamos de comprar.

Um cardápio com uma boa combinação de cores em seu layout pode aumentar as vendas, mas sendo assim, em que cores se concentrar?

Verde nos faz ter a sensação confortável de que a comida está fresca, enquanto laranja estimula o apetite. Amarelo é sempre atrativo e propaga a felicidade, pode ser usado para chamar a atenção.

Para os pratos mais lucrativos e populares use vermelho. A cor vermelha encoraja a ação. Listar pratos lucrativos com detalhes em vermelho no seu cardápio pode fazer com que seus lucros aumentem ainda mais.

Dica de Design para cardápio Nº 9: Use fotos com prudência

A foto de um prato pode aumentar a venda daquele item em até 30% quando só se tem a imagem daquele prato na página. Usar apenas uma imagem por páginas é o segredo e evite confundir os consumidores com muita informação visual.

A qualidade das fotos também importa, e muito. As fotos tem de ser atraentes e servirem ao propósito de gerarem valor para o prato e para a marca. Colocar fotos que não aguçam os sentidos e não parecem atraentes pode acabar tendo o efeito contrário nos seus clientes e deixá-los menos ansiosos pela comida.

Procure usar fotos realistas também. Fotos muito produzidas, manipuladas ou retiradas de outros lugares podem resultar em uma propaganda enganosa que decepciona os clientes e reduz muito sua satisfação com a experiência oferecida pelo estabelecimento.

Quer um cardápio ainda mais moderno?

Se aplicar essas dicas, com certeza vai chamar a atenção do cliente para os itens certos, garantir que ele aproveite a leitura do cardápio e ajudá-lo a fazer decisões melhores. Porém, se você busca ainda mais dinamicidade e inovação, sem dúvida vai se interessar pelo cardápio digital do Consumer

Cardápio digital, comanda mobile e monitor de preparo integrados. (Foto/divulgação: Consumer)

Usando o cardápio digital, você pode fazer pesquisas de atendimento em tempo real e ver quais são os itens mais visualizados.Além de poder ler somente as especificações dos itens que lhe forem interessantes, os clientes podem chamar o garçom com o uso do próprio celular e pedir o fechamento da conta. Se o seu garçom estiver usando uma comanda mobile, poderá emitir os pedidos com a ajuda de um tablet ou smartphone.

Saiba mais sobre o cardápio digital vendo o vídeo abaixo.

Instale Grátis o Consumer para gestão de seu cardápio.

Os pedidos serão então exibidos, no mesmo instante, em um monitor de preparo na cozinha. O garçom pode continuar atendendo os clientes enquanto o pedido já está sendo preparado. Desse modo, pouco a pouco, o tempo de espera do cliente diminui e sua satisfação aumenta.

Não deixe mais de vender seus bons pratos por conta de um cardápio feito de maneira preguiçosa. Experimente usar algumas das dicas mencionadas no artigo.

Tente implementar novos modelos de cardápio para ver qual deles lhe ajuda a fazer mais vendas. E não esqueça de contar pra gente os seus resultados.

Você gosta de ver as coisas bem organizadas, de maneira apresentável e cativante, não é? Seus clientes também.

Este artigo foi feito com base em um artigo do TouchBistrô, uma empresa norte americana que desenvolve sistemas para o ramo da alimentação nos Estados Unidos. Portanto este artigo é uma versão em português.

Dúvidas, sugestões ou reclamações? Fale com a gente.

Partilhe a dica com seus amigos.

Participe e deixe seu comentário abaixo.