restaurantes-alimentos-organicos

Alimentos orgânicos: nova tendência para restaurantes

Alimentos Orgânicos

A popularidade da comida orgânica e dos restaurantes que as servem tem disparado nesses últimos anos. O que era um nicho de mercado é agora uma indústria de bilhões de dólares em expansão. Embora a demanda esteja crescendo, cuidar de um restaurante de comida orgânica não é fácil. A comida orgânica é indiscutivelmente mais cara que comida processada, elevando os gastos dos donos de restaurantes. Além disso, as comidas orgânicas estão geralmente em falta no mercado. Ainda assim, é possível ter sucesso nesse mercado se vários fatores forem levados em consideração.

sistema-para-restaurantes

Razões para os restaurantes se tornarem orgânicos

  1. A comida orgânica está se tornando mais popular: A tendência por comida orgânica mostra que os alimentos orgânicos têm crescido em popularidade. O que costumava ser um termo novo é agora bem convencional, e os consumidores estão ficando mais espertos sobre suas compras de comida orgânica. O mais importante para os empresários, é que os orgânicos estão aqui para ficar. Uma vez que um consumidor orgânico se converta, eles raramente voltam a comprar comidas comuns, mesmo quando o dinheiro está apertado. Quando os clientes estão assim, apaixonados pela comida orgânica, os restaurantes podem ingressar nesse mercado de orgânicos com segurança também.
  2. Restaurantes de comida orgânica podem ser lucrativos: Apesar da compra de alimentos orgânicos custarem mais para o restaurante do que a compra de comidas convencionais, os consumidores estão dispostos a pagar um valor a mais para comer de uma forma ambientalmente amigável.
  3. Os alimentos orgânicos são ambientalmente responsáveis: O cultivo de alimentos orgânicos sobre os alimentos convencionais traz muitos benefícios para a terra que nós habitamos. As práticas de agricultura orgânica não somente protegem o planeta, mas também podem ajudar a melhorar as questões ambientais negativas atuais. Quando você investe em comida orgânica para seu restaurante, você ajuda a proteger o meio ambiente.Por exemplo:
    • A agricultura orgânica constrói um solo forte e saudável, que consegue manter os nutrientes do solo e ajudam a resolver problemas de erosão.
    • A agricultura orgânica ajuda a conservar e proteger nosso fornecimento de água.
    • A agricultura orgânica pode reduzir nossa necessidade por combustíveis fosseis e ajudar a combater os efeitos negativos das mudanças climáticas.
    • A agricultura orgânica encoraja uma biodiversidade saudável.
    • A agricultura orgânica resulta em menos poluição do ar do que a agricultura tradicional.

    Programa para Bares e Restaurantes. Teste Grátis.

    Programa para Bares e Restaurantes. Teste Grátis.

  4. Os alimentos orgânicos são mais apetitosos que a comida comum: Se o seu restaurante oferece comida comum, os consumidores orgânicos mais exigentes sabem que eles estão recebendo uma refeição que pode conter pesticidas, excesso de produtos químicos, aditivos, hormônios e antibióticos, e possivelmente um amontoado de lodo de esgoto. Ao contrário, alimentos orgânicos certificados devem, pela lei, ser livres de todos os fatores repugnantes citados acima, os quais (você tem que admitir) tornam a refeição muito mais apetitosa que aquela com alimentos comuns.
  5. A comida orgânica pode ajudar a manter uma atmosfera sustentável: Os orgânicos não são necessariamente sustentáveis, mas a comida orgânica empresta-se a uma mentalidade sustentável, o que, em troca, pode ajudar a melhorar a imagem do seu restaurante. Incorporar práticas ambientais no seu restaurante como conservação de água, economia de energia, limpeza não tóxica, design sustentável, equipamentos e mobília ecológicos e muito mais, deve ser algo que anda lado-a-lado com os alimentos orgânicos. Muitos consumidores notam que restaurantes ecologicamente amigáveis são mais apelativos que estabelecimentos não ecológicos.
  6. As opções de alimentos orgânicos são variadas: Costumava ser difícil pedir uma simples salada orgânica quando saíamos para jantar. Hoje, os restaurantes possuem uma seleção massiva de produtos alimentares orgânicos certificados à sua escolha. Os chefs de comida orgânica podem agora encontrar durante todo o ano frutas e vegetais orgânicos, massas orgânicas, chocolates e mel orgânicos, queijo e farinhas orgânicas, e muitos outros alimentos orgânicos, incluindo uma impressionante lista de vinhos e bebidas orgânicas. Além disso, orgânico não significa mais “verde”. As carnes orgânicas são amplamente disponíveis, de aves domésticas a reforçar a cordeiro e muito mais.
  7.  A comida orgânica permite um cardápio criativo: A maioria dos donos de restaurantes que servem comida orgânica aprende rapidamente que a melhor maneira de diminuir o preço e manter a comida fresca é usar alimentos orgânicos locais. Dito isso, nem todos os alimentos locais, e até mesmo os nacionais, estão disponíveis durante todo o ano. Portanto, o cardápio deve sofrer alterações para acomodar todas as estações.
    Cozinhar pensando nas estações do ano e na disponibilidade dos produtos pode até ser desafiador, mas é também uma excelente oportunidade de testar novos pratos, e isso torna o cardápio fresco e empolgante para os clientes.
  8. Os alimentos orgânicos apoiam a comunidade local: Como um restaurante orgânico, você estará diretamente ajudando a sustentar fazendeiros orgânicos e, por sua vez, ajudando a produzir uma economia mais forte. Além disso, os orgânicos, devido aos seus benefícios ambientais, ajudam a manter sua comunidade local limpa e verde.
  9. Os restaurantes orgânicos podem aumentar a produtividade e a moral dos funcionários: Isso acontece porque os empregados de restaurantes tendem a estar entre as idades de 20 e 30 anos – uma chave demográfica para indivíduos que estão interessados em iniciativas verdes, incluindo questões orgânicas. Ou, pode ser pelo fato de que empregos verdes estão em crescimento e são cada vez mais desejados.
    Mais e mais pessoas não querem apenas um emprego – elas querem um trabalho que faça uma diferença real para sua comunidade e o mundo em geral. Os orgânicos fazem sim uma grande diferença, e uma das recompensas para o restaurante é ter seus funcionários mais felizes e produtivos.
  10. O marketing de restaurantes orgânicos é fácil demais: O marketing de restaurantes que oferecem alimentos orgânicos vem naturalmente. Não há nada mais fácil que vender aos consumidores produtos agrícolas frescos, guloseimas locais da estação e pratos saudáveis livres de pesticidas. Os consumidores, que podem ter de ser convencidos a comprar mesmo os itens do cardápio comum, geralmente migram facilmente para refeições que consistem de orgânicos frescos e locais.

restaurantes-organicos

Quem compra os alimentos orgânicos: os diferentes tipos de consumidor

Apesar de ser difícil de atingir todos de uma só vez, ainda é inteligente saber exatamente quem está comprando os alimentos orgânicos e quais levantamentos podem convencê-los a comprar refeições do seu restaurante. Existem vários tipos de consumidores de comida orgânica, variando de obstinados defensores dos orgânicos até os consumidores céticos que, por vezes, acabam mudando sua visão.

A paisagem geral do consumidor de comida orgânica é difícil de visualizar porque eles são um grupo variado e muitas vezes meticuloso. Por sorte, algumas poucas organizações observaram os consumidores de alimentos orgânicos no geral e obtiveram algumas informações que você pode achar útil. Um estudo de 2009 realizado pelo Hartman Group descobriu que existem três principais demografias de consumidor de comida orgânica. Elas incluem:

  • Consumidores de periferia (14% dos consumidores orgânicos): esse é o pessoal que está começando a inclinar a favor dos orgânicos, mas que não faz qualquer mudança comportamental significante, ou seja, eles ainda não estão comprando os produtos orgânicos.
  • Consumidores orgânicos de nível médio: estes compõem a maior parte dos consumidores orgânicos (65%). Eles são indivíduos que não estão somente mudando suas atitudes, como também estão mudando seus hábitos e comprando produtos orgânicos.
  • Consumidores principais: esse é um pequeno grupo (21%) de pessoas que estão muito interessadas em produtos orgânicos. Elas exibem esse interesse através de tanto atitude quanto comportamento. Essas pessoas falam sobre produtos orgânicos e compram produtos orgânicos frequentemente.
    Além dessas subcategorias básicas, existem estudos que mostram que educação, saúde, finanças, cultura, questões ambientais, entre outros aspectos, moldam os consumidores orgânicos. No geral, existem muitas razões diferentes pelas quais os consumidores compram ou não os produtos orgânicos, como destacado a seguir.

    1. Consumidores pais e crianças
    Os pais têm sido fãs de comida orgânica já há muitos anos. Quando perguntados o porquê de comprarem alimentos orgânicos, os pais descrevem razões como uma saúde melhor e o desejo de evitar pesticidas e fertilizantes tóxicos e persistentes. Outros pais procuram reduzir a exposição da família à organismos geneticamente modificados (OGMs) e hormônios de crescimento.Aqueles prestes a se tornarem pais também compram comida orgânica frequentemente. Na realidade, cerca de uma a cada dez mulheres grávidas afirmam que comem alimentos orgânicos regularmente. Além disso, algumas evidências mostram que crianças criadas com uma alimentação baseada nos orgânicos estão mais aptas a eventualmente se tornarem compradores a longo-prazo de comida orgânica eles mesmos.

    banner-rodrigo

    2. Novos e potenciais consumidores
    Os consumidores orgânicos potenciais são ótimos, porque há potencial para mais vendas. No entanto, pode ser difícil atrair novos consumidores e mantê-los como seus clientes devido a um preço um pouco maior dos pratos e uma confusão sobre o que são realmente os produtos orgânicos.Para ganhar esses consumidores novos em folha, uma educação adequada do consumidor é fundamental. Muitos consumidores orgânicos potenciais são um pouco céticos ou simplesmente não têm certeza do que estão procurando. Por exemplo: muitos consumidores confundem rótulos como “natural” e “fresco” no que se refere aos orgânicos, então eles podem estar comprando os produtos errados mesmo se estiverem interessados em orgânicos. É claro que os produtos orgânicos reais apresentam muitos benefícios, mas se você não promovê-los, os consumidores não saberão sobre eles.Aqui estão algumas dicas que podem te ajudar a focar em transformar consumidores convencionais em clientes orgânicos reincidentes:

  • Ofereça aos consumidores potenciais um guia de compra de orgânicos;
  • Certifique-se de que seus consumidores saibam os benefícios dos alimentos orgânicos;
  • Ajude os novos consumidores a entender porque a comida orgânica custa mais caro.

    3. Consumidores orgânicos especialistas

    Os consumidores orgânicos espertos e bem informados geralmente têm comprado os orgânicos já há algum tempo, já são conhecedores dos benefícios dos alimentos orgânicos e estão buscando muito mais que apenas o selo de orgânico. Esses tipos de consumidores são excelentes, porque eles estão dispostos a pagar a mais pelas refeições orgânicas, já que compreendem o valor de fazer isso.Para atingir esses consumidores orgânicos com sucesso, você tem que se declarar sobre sua integridade aos alimentos e práticas orgânicas, incluindo as questões nas quais esse pessoal tende a pressionar, tal como os organismos geneticamente modificados (OGMs), sustentabilidade e o Comércio Justo (também conhecido como Fair Trade). Entenda um pouco sobre cada assunto e certifique-se de que você é a favor, e não contra, essas causas.4. Consumidores que pensam na saúde
    As razões saudáveis para comprar alimentos orgânicos geralmente incluem uma declaração genérica “É mais saudável que a comida convencional” dos consumidores, e muitos indivíduos dessa categoria afirmam que querem evitar toxinas na sua comida que eles percebem com não saudáveis.
    Para atrair consumidores saudáveis, foque em vender pontos que ofereçam fatores relacionados à saúde para os consumidores, tal como o vinho orgânico é muito mais saudável para o coração, como o leite orgânico possui maiores concentrações de ácidos graxos desejáveis nutricionalmente ou como as frutas orgânicas possuem mais vitaminas, fibras e antioxidantes. Os consumidores saudáveis querem essa informação, mas nem sempre vão pesquisá-las por conta própria – logo, como um vendedor de refeições orgânicas no seu restaurante, é sua a tarefa de contar a eles esses benefícios.5. Consumidores sustentáveis e apoiadores locais
    Muitos consumidores tornam-se orgânicos pelas regalias ecológicas, ou para apoiar a comida local. A desvantagem é que muitos desses consumidores geralmente vão escolher restaurantes mais ecológicos ou que utilizam comida local sobre os orgânicos. Mas isso não precisa ser assim.
    Embora nem todos os produtos orgânicos sejam sustentáveis ou produzidos localmente, muitos alimentos orgânicos oferecem características ecológicas. Então, porque não focar em promover esses pontos? Abaixo estão algumas maneiras de como você pode apelar para consumidores ecológicos ou apoiadores locais:
    • Promova os aspectos ecológicos dos orgânicos;
    • Dê uma atenção especial aos seus consumidores locais;
    • Utilize mais práticas verdes empresariais.

    6. Consumidores anti-OGMs
    Os organismos geneticamente modificados (OGMs) são um assunto quente, e o problema do OGM está atraindo muitos consumidores para os alimentos orgânicos. Dito isso, nem todos os consumidores sabem que os orgânicos são livres de OGMs, então para atingir esse grupo você precisa voltar seus materiais de marketing em torno dos OGMs.
    A maioria dos consumidores que buscam os alimentos não-OGM quer que seus produtos sejam especificamente certificados e rotulados como não-OGM. Portanto, compre todos os produtos para preparação das refeições do restaurante visando essas etiquetas.

    7. Consumidores céticos
    É difícil vender para consumidores céticos. A maioria dos céticos com alimentos orgânicos são à longo-prazo, e raramente eles fazem a troca dos alimentos convencionais pelos orgânicos. Não gaste muito tempo nesses consumidores.
    No entanto, não ignore os céticos inteiramente – alguns acabam se convertendo sim. Às vezes, por estarem assustados por um problema de saúde pessoal, outras vezes porque estão começando uma família, e ainda porque algo terrível aconteceu no mercado de comida convencional (como, por exemplo, a contaminação de algum produto industrializado).

Como sobreviver e obter sucesso com o negócio de restaurantes orgânicos

1. Prepare-se para gastar no começo e crescimento do negócio
Administrar um restaurante de alimentos orgânicos requer uma implementação com sucesso de dois objetivos: flexibilidade e controle de percepção. Em uma indústria que tem tido um incrível crescimento durante as duas últimas décadas, existem algumas dúvidas sobre se a escalada pode continuar nesse ritmo. Aqueles que possuem e investem em um restaurante orgânico devem entender os riscos envolvidos e estarem preparados para ter perdas em alguns anos e ganhos em outros.

2. Espere por flutuações de preços
Para lidar com um estabelecimento orgânico de maneira eficaz, você deve possuir um alto nível de ingenuidade – você precisará utilizar tudo que você sabe sobre restaurantes e rapidamente se tornar um especialista em marketing de consumo. Quanto mais orgânica for a comida, maior serão os custos e mais criativo você deve ser. É muito difícil convencer as pessoas que um prato de tofu ou risoto de cenoura deve ser mais caro que um bife.

3. Adote mudanças no cardápio
Os restaurantes orgânicos acabam tendo que se esforçar para manter um cardápio consistente, especialmente em tempos de economia difícil. Mantenha o mesmo cardápio o máximo possível, mas não fique com medo de fazer escolhas difíceis. Você tem que continuar confiante de que ainda consegue fazer comida boa mesmo se você não tiver os ingredientes usuais.
Para não desapontar ou confundir os consumidores, os chefs costumam ser resevados quanto à mudar o cardápio, mas eles devem entender que nesse negócio a elasticidade é primordial. Os preços podem se tornar exorbitantes quando os alimentos saem de época. A garantia de disponibilidade de produtos nessa indústria simplesmente não existe, e os chefs devem se preparar para mudanças sempre que essas situações se apresentem.

4. Conheça seus consumidores
Se você quer ser bem sucedido, você tem que parar de fazer comidas vegetarianas típicas. Apele também para os carnívoros e onívoros, porque eles são a maioria dos consumidores e os vegetarianos nem sempre se mantém vegetarianos. Você deve certificar-se de que, se eles alterarem suas dietas, eles ainda voltarão para comer no seu restaurante.

5. Evite os estereótipos
É importante sacudir a monotonia que às vezes prevalece no mundo do restaurante orgânico ao misturar as personalidades dos funcionários. Em alguns lugares, todo mundo possui uma mesma maquiagem, e isso cria uma atitude elitista. Quando essa noção permeia através de um local de trabalho, ela desencoraja potenciais consumidores, já que as pessoas geralmente são sensíveis a gastar dinheiro em um restaurante onde sentem que estão sendo julgadas.
Além disso, muitos dos membros da equipe não devem ser vegetarianos. É melhor que o restaurante possua diferentes mentalidades no seu quadro de funcionários. Isso cria um clima melhor, o que ajuda o negócio a alcançar um público mais aberto.

6. Valorize a relação com os fornecedores
As fazendas orgânicas são únicas, e jogar duro com elas pode não ser a opção mais sábia. Devido à natureza finita inerente dos alimentos orgânicos, dar ultimatos e definir prazos pode não trazer o seu negócio mais perto de adquirir os produtos que você precisa. Tanto o dono de restaurante quanto o fazendeiro têm expectativas que eles estão trabalhando para cumprir, e a paciência é fundamental aqui.
Isso para não dizer que a indústria de alimentos orgânicos não possui as mesmas demandas de mercado que qualquer outra indústria. Exceções às vezes são uma parte desse negócio, especialmente durante épocas de dificuldade econômica. A melhor forma de superar as demandas de um mercado desigual é se mantendo junto às pessoas que você mais confia, incluindo seu fornecedor de comida orgânica.

Conclusão: tendência crescente que exige cuidados

Os restaurantes orgânicos apresentam ótimas oportunidades para fazendeiros orgânicos, donos de restaurantes e para a comunidade orgânica como um todo. Dito isso, talvez você não esteja decidido se você quer tornar orgânico ou não o seu restaurante. Se você está em cima do muro, aqui estão muitas razões que você deveria considerar sobre a transição da comida do seu restaurante para orgânica:

• A comida orgânica está se tornando muito popular;
• Os restaurantes orgânicos podem ser lucrativos;
• Os alimentos orgânicos são ambientalmente responsáveis;
• A comida orgânica é mais apetitosa do que a comida convencional;
• Os alimentos orgânicos ajudam a manter uma atmosfera sustentável;
• As opções de comida orgânica são variadas;
• Os alimentos orgânicos permitem que você tenha um cardápio mais criativo;
• A comida orgânica apoia a comunidade local;
• Os restaurantes orgânicos podem aumentar a produtividade e moral dos funcionários;
• Fazer o marketing de restaurantes orgânicos é muito fácil!

Uma parte importante de qualquer negócio é montar um plano de negócios, e o mesmo vale para os restaurantes orgânicos. É preciso definir o público-alvo e montar um planejamento de marketing. O mais importante nessa hora é manter uma mente aberta e ampliar o seu alcance.

É difícil chegar a uma conclusão final sobre quais fatores mais afetam as compras de refeições orgânicas, e quais dados demográficos são os mais voltados para o público de orgânicos. Por sua vez, é sábio focar no marketing de muitos grupos de consumidores, não apenas um ou dois.

O que realmente importa é manter o foco na qualidade dos alimentos orgânicos oferecidos e se preparar para os piores cenários, enquanto aguarda pelos melhores. O fato é que a tendência de crescimento dos alimentos orgânicos está apenas começando.

infografico-alimentos-organicos-negocios

Você já trabalha com esse tipo de comida no seu restaurante?

Conte-nos sua experiência nos comentários!

1 comment

  1. jesuino dos santos 3 fevereiro, 2017 at 11:09 Responder

    bom dia
    sou produtor de orgânico, estou localizado na cidade de Joanópolis, nossa produção e de batata,cebola,cenoura,abobrinha italiana,beterraba batata doce,tomatinho grep etc;
    o meu carro vai 3 vez por semana em sp, ja tem 6 anos q faço pão de açúcar.
    fone(11) 9961945889/996507767.

Participe e deixe seu comentário abaixo.