Barraquinha de cachorro-quente cresce e espalha franquias

Barraquinha de cachorro-quente cresce e espalha franquias pelo mundo

Um pão macio e um recheio saboroso eram todas as posses do Shake Shack, uma barraquinha de cachorro-quente muito especial para se visitar em Nova Iorque, no ano de 2001.

Com algum investimento e muitas estratégias criativas, a Shake Shack foi se tornando um negócio de sucesso com o passar dos anos. Seu Hamburger foi eleito o melhor de Nova Iorque e hoje é uma das redes de lanchonete que mais cresce no país. Conta com mais de 100 franquias nos Estados Unidos, e além disso, o fundador da empresa diz que a companhia já está em expansão mundial. 

Uma loja do Shake Shack lucra em média o dobro do que lucra uma loja do McDonalds de igual porte. O que é muito impressionante! Leia o artigo abaixo para saber mais sobre a rede e sua trajetória até se tornar uma franquia milionária.

Quer ter uma lanchonete de sucesso? Então siga a receita do sucesso. Conheça o Programa Consumer. O sistema de gestão com mais de 100 mil usuários em todo o Brasil.

A história começou com uma barraquinha de cachorro- quente

A rede de lanchonetes Shake Shack fatura cerca de 5 Milhões de dólares por ano em cada loja, o dobro da receita das lojas do McDonald’s. É só ver uma das fachadas da franquia para entender que a Shake Shack atualmente vende muito mais que sanduíches, vende sofisticação. 

O lugar mescla um ambiente rústico com um atendimento inovador para servir refeições de alto padrão.

Em 2001, estava aberto o Shake Shack. Na época era só uma barraquinha de cachorro-quente na Madison Square. A princípio o nome era "I ♥ Taxi".

Mesmo com preços mais elevados, as lojas atraem muitos clientes e geram enormes lucros. Seu cardápio é elaborado com cuidado, seus ingredientes sem aditivos são cultivados em fazendas próprias e sua equipe é treinada de maneira bastante humanizada. Quem vê todos esses diferenciais e visita suas lojas hoje em dia talvez não imagine, mas a loja começou como uma barraquinha de cachorro quente.

A pequena barraquinha de cachorro-quente foi criada para funcionar durante apenas um verão e tinha o intuito de angariar fundos para uma exposição de obras de arte no Madison Square Park.

E a história começou assim:

O carrinho de cachorro-quente que carregava o nome “I ♥ Taxi” foi ideia de Danny Meyer, que procurou usar ingredientes de alta-qualidade nos produtos do empreendimento. Prezando pela satisfação dos clientes e procurando atrair sua atenção para uma causa maior, Meyer começou a ser conhecido no ponto e com o tempo, mais pessoas vinham provar seus cachorros-quentes.

Procura um sistema de gerenciamento para sua lanchonete? Conheça o Consumer. Faça o Download Grátis.

 

As batatas crocantes e onduladas são um dos ícones da marca.
(Foto/Divulgação: Shake Shack)

Atenção aos detalhes

Como é de se imaginar, as coisas foram melhorando e em 2004 o empreendedor abriu um quiosque fixo no Madison Square Park, agora com o nome de Shake Shack. As mesas do quiosque ficavam do lado de fora do quiosque, mantendo a integração com o parque. Danny foi conseguindo público e receptividade para expandir suas atividades.

Em 2005 O Shake Shack, nome escolhido para ser viciante para os ouvidos, já tinha em seu cardápio alguns sabores de Milk Shakes e Sundaes, Hambúrgueres diversificados e, é claro, batatas fritas crocantes e onduladas cobertas de queijo derretido.

Como se já não bastasse a comida maravilhosa, o atendimento do lugar era exemplar. A cada ano que se passava, a atenção que o lugar recebia foi crescendo e foi aí que as inovações tecnológicas começaram a fazer parte do DNA da rede. Inovações ecológicas como o uso de energia eólica para abastecer o restaurante começaram a levar o pequeno empreendimento a outro patamar.

 

O sanduíche mais famoso da rede, o delicioso Shack Burger alcançou destaque no guia gastronômico do The New York Times. O lanche conseguiu uma estrela na avaliação, o que nunca nem uma outra rede de fast food tinha alcançado até então.

Atualmente, a rede procura atentar-se ao máximo aos detalhes, de modo a tornar a lanchonete ecologicamente agradável e a experiência do consumidor memorável. Os restaurantes da rede mantém o trato fino com os detalhes, usam madeira reciclada em seu interior e combinam um ambiente rústico com  inovações tecnológicas e Designs minimalistas em sua identidade visual.

O delicioso ShackBurger. (Foto/divulgação: Shake Shack)

O Shake Shack não têm drive-through para atender carros, já que a interação do consumidor com o atendente é uma de suas características marcantes, e Danny Meyer já disse publicamente não ter interesse nisso.

Os diferenciais do cardápio se estendem aos vegetarianos e até aos cães… Isso mesmo. O lugar oferece porções elaboradas e preparadas para cães, que resolverem levar seus donos para um parceiro no parque. A marca cativa um público seleto que dá valor às pequenas extravagâncias do lugar, o que garante seu lucro exorbitante e torna seu logo retrô muito popular.

Curiosidade:

A empresa sempre faz ótimas jogadas de marketing e recentemente instalou uma câmera em sua famosa unidade do Madison Square Park que permite ver o tamanho da fila. Os consumidores podem ver pela internet quantas pessoas estão esperando, para então decidir o momento mais adequado para irem fazer uma boa boquinha.

Os ícones da marca foram inspirados em letreiros de Neon dos anos 60.
(Ícones/Divulgação: Shake Shack)

Inovação tecnológica e sucesso andam juntos

O Shake Shack, assim como o Domino’s, investe muitos recursos em tecnologia e inovação. Otimizar cada um dos serviços, se atentar aos pequenos detalhes, criar um plano sólido e um sistema eficiente são preocupações crescentes dessas marcas do ramo alimentício que tem se aliado a tecnologia da informação.

Shake Shack (Foto/Divulgação: Shake Shack)

Quiosque do Shake Shack faz em média 150 lanches por dia.

Ganhar tempo em cada um dos processos dentro do restaurante é, sem dúvida, uma prioridade das grandes empresas do ramo, que vem ultrapassando seus competidores que há muitos anos ganhavam o mercado. O Programa Consumer é um sistema de gestão pensado para empreendedores que querem ganhar tempo e cativar clientes.

Um conjunto de soluções eficientes para restaurantes, lanchonetes e pizzarias em um só lugar.

O sistema permite emitir pedidos, cadastrar clientes, criar fichas técnicas para os itens, controlar insumos. Além disso faz registros automáticos de estoque, calcula despesas e planeja rotas de entrega. É otimizado para comandas digitais, monitores de preparo na cozinha e painéis de senha.

Ainda garante mais praticidade para receber e atender pedidos no iFood. É mais do que um sistema completo, é o único programa de que o computador do seu estabelecimento precisa para atender seus clientes muito bem.

Junte-se a mais de 100 mil outros estabelecimentos que optaram pelo crescimento. Experimente o Programa Consumer. Faça o Download agora mesmo e se surpreenda.

Quem sabe a sua empresa não é o próximo Shake Shack?

Instale o Consumer e entenda porque mais de 100 mil estabelecimentos usam o nosso sistema. Seu negócio merece o melhor! Seu negócio merece o Consumer!

 

Gostou de conhecer a história da barraquinha de cachorro quente que se tornou um concorrente do Mc'Donalds? Fale com a gente! Deixe suas impressões nos comentários.

Talvez você se interesse em ler também: Conheça a hamburgueria que prepara hambúrgueres sem ajuda humana.

 

Participe e deixe seu comentário abaixo.