restaurante-andres-carne-res-bogota

Inovação e inspiração na Colômbia: restaurante Andrés Carne de Res de Bogotá

Nos últimos anos, Bogotá surgiu como um destino apetitoso para os visitantes. Essa cidade colombiana se tornou um dos principais centros de gastronomia da América Latina e oferece uma variedade enorme de tipos de culinárias. Nesse sentido foi criado o Andrés Carne de Res, um restaurante totalmente original no qual souberam trabalhar a culinária colombiana para atender o paladar dos inúmeros fregueses internacionais, misturando de maneira criativa os pratos típicos com o sabor dos grandes centros urbanos.

Enquanto os apaixonados gastrônomos se dirigem para restaurantes sofisticados e de alta qualidade em um distrito colombiano conhecido como Zona G, o único estabelecimento que deveria estar incluso em todas as visitas à capital colombiana não é encontrado nessa área – ou mesmo dentro da cidade. Ao invés disso, o lendário Andrés Carne de Res é praticamente uma cidade em si. Localizado a 45 minutos de distância da cidade (saindo de carro), em Chia, o espetáculo de 7 km² é uma churrascaria, bar e boate, tudo em um, e é realmente um lugarzinho único e bem peculiar.

A atmosfera

Suas origens humildes remontam a 1982, quando o fundador Andrés Jaramillo abriu uma minúscula churrascaria que servia um excelente bife – ou carne de res para o pessoal da região. O estabelecimento se deslanchou rapidamente, transformando-se nesse restaurante que agora se estende sobre vários locais da cidade, possui assentos que comportam até 2.000 visitantes, e uma equipe de funcionários que chega a centenas.

Contudo, apesar dele conseguir abrigar um monte de pessoas, o Andrés Carne de Res está sempre cheio, então é melhor fazer uma reserva antecipada para não perder essa experiência. Nas noites de sexta-feira e sábado, um couvert artístico que varia entre 10.000 a 15.000 pesos colombianos – entre R$11 e R$16,50 – é cobrado numa cabine onde você pode até conseguir ver os funcionários em fantasias fantásticas ou alguém elaboradamente pintado com uma maquiagem em homenagem ao Dia dos Mortos.

Mas seu imenso tamanho não é a única razão pela qual o Andrés Carne de Res é tão memorável. É sua produção, a experiência que você tem lá – uma festa tanto para os olhos quanto para o paladar. A fachada é coberta por estátuas de vacas coloridas – um tributo para a principal proteína servida no restaurante – e vários corações vermelhos brilhando.

Na chegada, você participa de um rito de passagem: uma pequena dose de tequila, cuja marca é própria do restaurante, na metade vazia de um limão, servida com uma fruta picante de cor amarela brilhante, conhecida como tomate-de-capucho. Os visitantes também passam por uma estação empilhada de morangos para aguçar ainda mais seus apetites e serem introduzidos ao mundo singular do Andrés Carne de Res.

O ambiente

Não há nada de formal, requintado ou silencioso no Andrés Carne de Res. Pelo contrário, nesse incrível restaurante você verá uma combinação de sons, cores e objetos indescritíveis. Foram utilizadas várias peças de mobília usadas para decorar o estabelecimento, inúteis para alguns, mas que se encaixaram perfeitamente com o universo desordenado do restaurante.

Na primeira vez que você colocar o pé lá dentro, não vai saber para onde olhar. Os objetos – de arte, de decoração, sinalizações de neon, mobílias usadas – cobrem cada centímetro do espaço amplo e escuro, que é dividido em recantos íntimos e áreas de jantar que se misturam aos bares e pistas de dança. Não há nenhuma razão ou rima aparente para a decoração ser como é. É como se um aventureiro entusiasmado que coleta tesouros revirasse seu esconderijo eclético – e o efeito final é caótico, porém charmoso.

planilhas-excel-lanchonetes-caixa

Em conjunto com os mais variados ambientes do restaurante estão os funcionários, que de vez em quando aparecem como personagens de um grande teatro, neste caso gastronômico, tal como o Andrés Carne de Res parece. Uma parte dos garçons trabalha no restaurante apenas temporariamente, pois são estudantes universitários que estão ali só para complementar a renda. Nesse sentido, são jovens muito animados, que às vezes dançam com os fregueses, fazem malabarismos com os pratos e até mesmo arriscam cantar enquanto oferecem o pedido dos consumidores.

O cardápio

O fundador do Andrés Carne de Res soube aproveitar a oportunidade existente nos cardápios para vender espaço publicitário para outras empresas – algo bastante rentável que casou muito bem ao estilo louco do restaurante. Por mais inusitado que seja, essa estratégia funcionou muito bem – embora o cardápio pareça mais uma revista contemporânea que um menu de restaurante –, pois acabou tornando o cardápio num objeto de valor inestimável para o estabelecimento. O design é bastante divertido, já que as peças publicitárias e o menu interagem entre si, sendo que as imagens brincam com os preços e vice-versa. Essa ideia acabou se transformando numa parte da experiência de visitar o restaurante.

O Andrés Carne de Res inovou tanto no menu de comidas quanto na carta de bebidas, que contém diversos coquetéis de frutas com diferentes complementos – podendo ou não ser alcoólicos. Embora também sirvam várias marcas diferentes de cerveja, o melhor é aproveitar os coquetéis, que são únicos e incluem uma variedade enorme de frutas que não são encontradas em outro lugar senão na Colômbia.

Já no que se refere aos alimentos, o gigantesco cardápio é tão esmagador quanto a atmosfera, e tão robusto como a edição de setembro da Vogue. Mas alegremente – tudo é incrivelmente saboroso, perfeitamente preparado e com um gosto bastante fresco. Existem quase inúmeras saladas, empanadas, sopas e vegetais também, mas carne é o prato principal.

Os amantes de carne (aventureiros e famintos) podem degustar de praticamente todas as proteínas grelhadas imagináveis (lombo, costelas de porco, bifes, linguiças e muito mais) através da parrillada de la casa, abrangente e de dar água na boca, que custa por volta dos U$42. Já as porções individuais dos grandes bifes do restaurante (que já vêm com autênticos acompanhamentos) têm preços que começam a partir de U$20 por 200g.

A experiência

Não espere simplesmente sentar e comer sua comida no Andrés Carne de Res, pois lá toda noite é uma festa. Aqueles que vão pela primeira vez ao restaurante são honrados com músicas, e os funcionários dão a eles coroas de papel e faixas listradas de vermelho, amarelo e azul (cores da Colômbia), nas quais estão escritas “Honores de La Casa” (literalmente significa “Honras da Casa”).

E mesmo se você não gostar de dançar, é impossível comer uma refeição inteira sem sentir um desejo inexplicável de agitar-se e balançar os quadris. É praticamente um fato que, em algum momento, você vai bailar com a contagiante salsa de Carlos Vives.

O Andrés Carne de Res é um restaurante que surpreendeu a todos, e teve um crescimento incrível nos últimos anos (tanto que se expandiu em três filiais diferentes, além da matriz, espalhadas em Bogotá). Se você tiver a oportunidade, visite primeiro o restaurante original, para provar a verdadeira experiência de estar no Andrés Carnes de Res. É claro que as outras filiais também mantiveram o tema da matriz, mas não são tão imponentes e oferecem tantos estímulos sensoriais como o Andrés Carne de Res. Contudo, o principal problema é que o estabelecimento fica afastado da cidade.

Mas lembre-se de agendar sua reserva com antecedência, pois o espaço é bastante concorrido. Você pode reservar seu lugar pelo site ou telefone. Outra dica é chegar ao local mais cedo, para evitar as grandes filas que se acumulam na entrada do restaurante.

Por si só, o Andrés Carne de Res acaba sendo uma atividade turística de Bogotá… ir à cidade sem visitar o restaurante é como ir ao Rio de janeiro pela primeira vez sem subir no morro do Cristo, ou viajar a Nova York e não conhecer a Estátua da Liberdade.

Mesmo se você não gostar de espaços barulhentos e lotados, você pode visitar o estabelecimento no início da noite, por volta das 19h, e garantir uma experiência extraordinária de modo mais tranquilo. Já após as 22h, o restaurante se torna praticamente uma boate, e as pessoas se reúnem lá para ouvir uma boa música, beber deliciosos coquetéis e dançar bastante no ambiente divertido e alegre do Andrés Carne de Res.

Quando toda a dança e o jantar estiverem acabados, uma passagem para casa tarde da noite está disponível logo na saída, e existem “anjos” para te levar até seu hotel. Sim, o Andrés de Carne Res toma conta de tudo, até de fornecer motoristas sóbrios para te levar de volta a Bogotá num carro superconfortável, por volta de U$13. Procure se informar antes mesmo de entrar no restaurante, mas geralmente o preço cobrado para te levarem até o seu hotel em Bogotá costuma ser menor que o dos táxis.

sistema-para-restaurantes

 

A experiência pode até terminar, mas as memórias e a sensação vão permanecer.

Andrés DC

O Andrés Carne de Res original está localizado no extremo norte do subúrbio de Chia, exigindo às vezes uma viagem longa – tornando-o um destino turístico. No entanto, a versão urbana dessa famosa atração, Andrés DC, localiza-se no Shopping Center de altíssimo padrão “El Retiro”, na turística “Zona T” do nordeste da capital. Embora o restaurante não seja barato (há inclusive uma placa no teto do estabelecimento zombando de si mesmo, dizendo “Bueno, Bonito, Carito”, que significa “Bom, Bonito, Caro”), ele também não é um tipo de lugar superfino também – ao invés disso, é um local casual e divertido.

Imagine como se os diretores de filmes Tim Burton e Guilherme Del Toro ficassem bêbados com uma aguardente colombiana e decidissem abrir um restaurante onde o dinheiro aparentemente não fosse um problema. O resultado provavelmente não estaria longe do Andrés DC. Um freguês meio que espera que o próprio Beetlejuice (personagem de um dos filmes de Tim Burton) apareça e ofereça o cardápio. No Andrés DC, todos os dias é Halloween, aniversário e Ano-Novo, todos embrulhado em um único e chamativo evento.

Esse restaurante popular é uma grande expansão de quatro andares, aberto para o almoço e jantar todos os dias da semana. É um lugar ruidoso e turbulento, e todos os membros da equipe, desde o lavador de louça até o gerente, fazem parte do entretenimento. A melhor maneira de descrever o Andrés DC é se referir a ele como um restaurante disfarçado de circo… mas também, pode ser um circo mascarado de restaurante.

Já no seu assento, o anfitrião pede para que você determine se está lá para celebrar uma ocasião especial (uma das principais razões pela qual as pessoas o visitam). Caso sim, eles preparam uma atenção especial para sua mesa.

A estrutura

O restaurante possui quatro andares com diferentes histórias, decorado com cores vibrantes, de maneira caótica e com objetos surpreendentes (tanto religiosos quanto pagãos). Os andares fazem referência à famosa obra de Dante Alighieri, chamada “Divina Comédia”.

O primeiro andar do restaurante é o Inferno, decorado em tons de roxo e vermelho, repleto de mosaicos e objetos sexy, incluindo luminárias em forma de coração. O segundo andar é a Terra, que reflete um ambiente rústico com vários elementos em madeira, incluindo objetos de fazenda e em forma de animais. O terceiro andar remete ao Purgatório, voltado para balada – inclui uma pista de dança e um teto cheio de luminárias em formato de corações –, onde no mais tardar da noite algumas bandas fazem shows. E por fim, o último andar é o Céu, que durante o dia é um ambiente para as crianças brincarem no almoço, e à noite também funciona como boate.

Todos os andares são repletos de elementos e detalhes interessantes, e vale à pena conhecer um lugar tão incrível. No primeiro andar, inclusive, há uma lojinha de itens inusitados fabricados por um pequeno estabelecimento em Chia – então você também pode acabar levando lembrancinhas para recordar sua experiência no local.

O menu

A maioria dos especialistas de negócios aconselham os donos de restaurantes deixarem seus cardápios simples e limitados. Mas outra vez, o Andrés DC quebra as regras: o menu é um emaranhado de 66 páginas! Dito isso, não é por esta razão que eles deixam de se preocupar com o controle de qualidade. O cardápio bilíngue inclui aperitivos desde a empanada de carne de preço modesto (custa menos de U$2) até o tostón com todo – um disco gigante de banana coberto com um punhado de queijo, carne moída, carne de porco, cogumelos, e outros pratos de acompanhamento (sim, os aperitivos vêm com acompanhamentos) por aproximadamente U$30.

A maioria dos bifes custa cerca de U$25 por entrada, incluindo os acompanhamentos, mas vale mais à pena pedir o “Posta de Punta de Anca” quando estiver em grupos de 8 pessoas. Coberta com bacon, essa iguaria vem acompanhada com salada e purê de batata em uma tigela de cerâmica. Esse prato é o mais caro de todo o cardápio, e custa U$60, mas acaba sendo barato quando é para dividir entre um grupo deste tamanho.

O menu de frutos do mar também é extenso, especialmente para um restaurante não especialista em culinária marítima localizado nos Andes colombianos. As preparações caribenhas, peruanas, equatorianas e ceviche são oferecidas como opções. Um par de camarões gigantes com patacones sai menos de U$10, enquanto a cazuela de mariscos – uma caçarola de camarão, lagosta e queijo – servida com patacones e arroz branco, custa acima de U$30. Na verdade, a maioria dos pratos de frutos do mar tem o preço abaixo de U$20.

O Andrés DC trabalha com mais de uma dúzia de páginas de bebidas, com tudo que você imaginar, desde sucos de frutas servidos em tigelas e cafés até licor e coquetéis. A comida é bem preparada também, apesar da principal razão para ir ao Andrés DC seja a experiência de jantar. Bandas de barulhentos trovadores vão de mesa a mesa fazendo serenatas para os consumidores com instrumentos musicais. A qualquer momento as garçonetes podem se alinhar e fazer uma dança coreografada sem aviso algum, e uma parada de palhaços pode aparecer em uma marcha acompanhada de um (completamente inapropriado) soneto de Mozart.

Há um estacionamento disponível no Shopping El Retiro, mas o Andrés DC também oferece um serviço de táxi privado para fregueses do restaurante, para qualquer lugar em Bogotá, por U$10. O estabelecimento recomenda que você faça reservas com pelo menos duas semanas de antecedência. Eles também possuem amplas acomodações para festas (criança, família e adulto), seminários e organização de eventos entre 12 e 30 pessoas.

Sem dúvidas, o Andrés DC é um lugar muito divertido e surreal, que alia o profissionalismo da equipe à criatividade e alegria que a atmosfera proporciona.

La plaza de Andrés

No caso muito provável de que uma reserva no Andrés DC não esteja disponível, ou que o restaurante já esteja lotado de transeuntes, existe duas opções. A primeira é ir ao Andrés Carne de Res do Chia, que oferece um taxi para retornar a Bogotá por cerca de U$12; a segunda opção é visitar o restaurante La Plaza de Andrés, a praça de alimentação associada com o estabelecimento, acessível a partir de dentro do Shopping “El Retiro”.

Dizer “praça de alimentação” não faz justiça ao restaurante. Operado pelo Andrés DC, o La Plaza de Andrés é mais como um bazar gourmet com sobremesas e pães de padaria, bebidas, mais entretenimento ao vivo, lojas de sorvete, açougues, lojas de doces, churrascarias, e várias múltiplas opções de comprar alimentos gourmet, ou comer uma janta de serviço rápido.

O local é uma atração por si só, e uma saída bem-vinda das franquias globalizadas homogeneizadas, aparentemente encontradas nas mesmas praças de alimentação de todos os continentes. O La Plaza de Andrés vale definitivamente sua visita.

Andrés Express

Como o restaurante Andrés Carne de Res é muito concorrido entre os fregueses, e nem sempre é possível agendar com antecedência a reserva, muitas pessoas acabam perdendo a experiência fantástica que o estabelecimento oferece. Contudo, não é preciso ficar totalmente de fora… embora não seja tão grande e inspirador quanto a matriz, o Andrés Express serve pratos parecidos e garante um ambiente também criativo (de sua própria maneira) a qualquer momento – sem a necessidade de reservar seu lugar. Em outras palavras, o Andrés Express é a versão fast food do Andrés Carne de Res, e abre aos domingos e feriados.

Mais simples, apelando para o rústico e o criativo, a churrascaria é decorada de forma mais simples que as outras filiais, embora continue misturando vários elementos (há uma feirinha de verduras e frutas no meio do restaurante, por exemplo). No caso do Andrés Express, o cliente faz o pedido no balcão e é servido na mesa pelo garçom. Então, se você quer aproveitar a comida sem a atmosfera louca, confira o Andrés Express, que serve praticamente os mesmos pratos num preço muito mais acessível (embora a especialidade do restaurante seja mesmo a carne).

Conclusão: o melhor lugar de Bogotá para festas serve uma eclética opção de comidas Latino Americana

Como é a atmosfera?

Como se fosse Alice No País Das Maravilhas se encontrando com o Moulin Rouge, o restaurante Andrés Carne de Res é uma viagem surpreendente de luzes brilhantes, serviço teatral e vacas de cerâmica coloridas. Um local de festas como nenhum outro, o espaço de jantar se estende em uma discoteca interior e exterior para foliões da madrugada… uma obrigação para qualquer hedonista.

sistema-para-hamburgueiras

No cardápio

Com uma sequência que inclui desde um bife argentino e queijo provolone, até ceviche peruano e pisco com limão, você pode demorar até uma hora para decidir o seu pedido. Uma dica é pedir um pouco do tradicional prato colombiano patacones (banana frita crocante) enquanto você folheia o cardápio de 64 páginas.

Como conseguir uma mesa

Preencha o formulário de reservas no site do Andrés e você terá um lugar na lista de espera. Mesmo que o restaurante seja muito grande – ele cabe metade do mundo, de acordo com o chef e fundador Andrés Jaramillo – você deve se preparar para não perder essa fantástica experiência.

Vale à pena?

Como o restaurante é localizado a uma hora de táxi saindo de Bogotá através de vizinhanças desertas, é tentador visitar as outras filiais do Andrés na capital. Mas vale muito à pena visitar o carro-chefe da empresa: tudo lá é maior e melhor, e os residentes locais e turistas se amontoam lá para vivenciar a experiência única que o Andrés de Carne Res oferece.

Veja algumas fotos

Participe e deixe seu comentário abaixo.