Programa Consumer é apontado entre as Startups que estão mudando o varejo no Brasil

Liga Insights Retail

A aceleradora Liga Ventures publicou o resultados do landscape Liga Insights Retail, onde analisaram mais de 4 mil startups no Brasil e incluíram o Programa Consumer pelo valor que agrega a este segmento. Para baixar o relatório completo clique aqui.

Sobre a Liga Ventures

A Liga Ventures é uma aceleradora de startups focada em conectar e gerar negócios entre startups e grandes corporações, a Liga Retail se soma a outros programas que a aceleradora possui com grandes empresas como Porto Seguro, AES Brasil, EMBRAER, Intel e Mercedes-Benz.

Sobre o Programa Consumer

O Programa Consumer desenvolve softwares e soluções para bares, restaurantes, lanchonetes e pizzarias, 100% focado no segmento da alimentação seu sistema já foi instalado em mais de 100 mil estabelecimentos no Brasil. Presente em todos os estados brasileiros, o software se destaca pela simplicidade no uso, inovações e evoluções constantes.

Entre as principais novidades estão presente o gerenciamento do fluxo de pedidos, controle e produção na cozinha, comanda mobile para garçom, monitor de preparo e cardápio digital na mesa. A empresa anunciou nos últimos meses, sua solução de site e aplicativo para delivery, o MenuDino.

Renato Almeida - Foto Divulgação

Simplificar o processo de Delivey, reunir as solicitações em um ambiente on-line próprio, se livrar das taxas e ter acesso a informações sobre o seu público fazem parte da missão do MenuDino, ferramenta desenvolvida pelo Programa Consumer, sistema de gestão de restaurantes.

A independência é o principal benefício que o software traz aos restaurantes, uma vez que permite a criação de site e aplicativo para delivery. “Por meio dele, o empreendedor personaliza o layout das telas, cadastra seu cardápio, cria combos, disponibiliza opções de entrega e retirada e define as formas de pagamento”, explica Renato Almeida, co-founder e CEO do Programa Consumer.

Com seus próprios canais digitais, as empresas passam a depender menos de apps e reduzem os gastos com as taxas cobradas, que podem chegar a 12%.

O sistema de entrega próprio facilita a integração com o software de gestão do estabelecimento. “Quando um pedido é feito por meio de uma plataforma desconectada, na maioria das vezes o restaurante tem de lançar a solicitação, para que entre na cadeia produtiva com o restante da demanda”, conta Almeida. Uma vez ativo, o MenuDino otimiza esse processo e insere o delivery automaticamente no processo, dispensando registro manual.

A ferramenta também gera uma aproximação maior entre o negócio e seus clientes, porque o empreendedor passa a ter acesso aos dados cadastrais dos usuários que realizam pedidos on-line – diferentemente de quando o delivery opera via aplicativos de entrega e há restrições a essas informações. Dessa forma, é possível desenvolver campanhas, programas de fidelidade e outras iniciativas para tornar a experiência do público cada vez melhor.

A proposta do sistema também é uma boa maneira de otimizar o delivery em cidades pequenas, onde os grandes marketplaces não atuam e o telefone ainda é o principal canal de comunicação com os clientes.

A hamburgueria artesanal Mr. Beef, em Mirassol, interior de São Paulo, é um dos estabelecimentos que utilizam o MenuDino. “Administrar as entregas se tornou muito mais fácil. Estamos recebendo menos ligações e ocupando os colaboradores de maneira mais eficiente, com mais tempo para atender e maior atenção às pessoas no salão”, afirma o fundador do restaurante, Willy Sajonetti.

Lançado no final do ano, o MenuDino já está em atividade em mais de 3 mil restaurantes no Brasil e pretende expandir sua atuação pelo interior do estado, chegando a pelo menos 10 mil estabelecimentos cadastrados até o final do ano.

Para testar a versão grátis a solução do Consumer clique aqui.

4 comments

Participe e deixe seu comentário abaixo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.