Tudo que você deve saber sobre sistema de delivery para restaurantes

Uma das principais preocupações de qualquer restaurante é como aumentar o faturamento tendo um número limitado de assentos no salão. Investir em reforma de espaço ou abertura de filiais não são soluções práticas para este problema, e demandam bastante dinheiro e tempo. Então, por que não implementar o sistema delivery no seu restaurante?

Incluir o pedido para buscar ou entregar no processo operacional oferece um fluxo de renda lucrativo não só para negócios do tipo fast food, mas para todos os modelos de restaurantes. Não importa em que lugar esteja ou qual é sua situação socioeconômica, qualquer pessoa eventualmente deseja relaxar em casa sem ter que preparar a própria refeição.

De fato, para muitas pessoas o serviço de entrega de alimentos é essencial, tornando-se parte de seus estilos de vida. Hoje, restaurantes casuais, medianos, e até mesmo os luxuosos encaram as oportunidades e benefícios que o serviço de delivery proporciona aos estabelecimentos do ramo alimentícios.

Vantagens e desvantagens do delivery para restaurantes

O sistema delivery – e até mesmo os pedidos para buscar – podem aumentar significantemente o lucro de seu estabelecimento. Os esforços gastos para promover o serviço de entrega podem servir para a prática interna também, já que o marketing para esse tipo de empreendimento geralmente traz conseqüências positivas em termos de visibilidade na internet, rankeamento em SEO e na reputação online do restaurante.

No entanto, há alguns desafios na implantação deste tipo de serviço. Lidar com as entregas, e com um aumento nos pedidos para buscar, pode interferir com as operações normais e reduzir a velocidade dos serviços internos do restaurante. Pode ser que você tenha que criar uma área especial para preparar esses pedidos caso você tenha sucesso. E não só isso: talvez seja necessário contratar mais funcionários para suprir a grande demanda.

Será indispensável também algum veículo, seguro e entregadores confiáveis para que o delivery dê certo. Ou, caso prefira, você também pode terceirizar o serviço de entrega, o que é uma excelente opção para restaurantes lotados. Outra solução alternativa para estabelecimentos urbanos que têm problemas com grandes tráfegos, é realizar o delivery de alimentos em bicicletas, pois elas permitem ultrapassar os congestionamentos das ruas rapidamente.

sistema-delivery-restaurantes-bares-gratis

Hora dos preparativos

Uma ótima dica para quem deseja se iniciar dentro do negócio de delivery  é proceder com cautela. Você pode começar entregando para a vizinhança e limitar os pedidos ao café da manhã, almoço ou janta (dependendo do nicho do seu restaurante, dos seus consumidores e de qual área você mais gostaria de aumentar as vendas).

Planejar com antecedência também é essencial para definir o seu raio de entrega e quais itens vão ser incluídos no sistema de delivery. Alguns alimentos são fáceis de transportar, já outros nem tanto. As preocupações com pedidos para buscar e para entrega incluem:

  • Entregar a comida ainda quente
  • Empacotar o alimento com segurança
  • Assegurar que a embalagem está firme e segura no veículo
  • Aplicar marketing focado em delivery
  • Oferecer opções de entrega objetivas para evitar pedidos incorretos
  • Incluir produtos complementares (como sachês de condimentos, guardanapos ou talheres)
  • Administrar os funcionários para que consigam lidar com um aumento no ritmo do trabalho
delivery-horario-pedir-comida

Infográfico Airstrip analisando 21.512 registros

Considere os conceitos a seguir para aumentar sua chance de sucesso no sistema delivery.

Trabalhar com um método de encomendas apropriado

Os restaurantes costumam oferecer para seus clientes diferentes meios para realizar pedidos, de forma a garantir que obtenham mais encomendas. Você pode oferecer várias opções para pedidos em seu site, aceitar pedidos por telefone ou utilizar sistemas terceirizados de pedidos (como aplicativos de celular). Veja a seguir os métodos mais comuns para receber pedidos dos consumidores:

  • Telefone: o telefone continua sendo a forma mais óbvia de anotar pedidos para entrega. Apesar de ser tradicional, é também muito eficiente graças a sua acessibilidade.
  • Celular: além de receber ligações de pedidos, os celulares também trabalham com o recebimento de mensagens de texto e Whatsapp – recursos cuja acessibilidade é ainda maior que o telefone fixo. Para os clientes na faixa dos 15 anos aos 30 anos, os pedidos por mensagens de texto são uma forma conveniente e rápida de pedir comida.
  • Internet: os pedidos online são essenciais para aperfeiçoar seu sistema delivery, já que, assim como os pedidos por celular, a internet oferece comodidade e praticidade ao consumidor. A principal vantagem dos pedidos online é que a forma de pagamento é realizada numa plataforma segura e mais acessível para o cliente (no caso de websites).
delivery-curiosidades-na-hora-de-pedir

Infográfico Airstrip analisando 21.512 registros

 

O papel da tecnologia na melhoria do sistema delivery

O ritmo no qual os restaurantes estão adotando novas tecnologias relacionadas à entrega de pedidos é impressionante. Os pedidos para entrega estão entre os segmentos que crescem mais rapidamente dentro da indústria alimentícia – tanto que um número progressivo de restaurantes está divulgando esses serviços com mais intensidade.

Realmente, os consumidores querem ver as tecnologias que eles usam integradas com sua experiência alimentícia, especialmente se isso acelerar o processo de ter sua comida à mesa ou pagar sua conta. Até agora, os restaurantes têm demorado em aderir às novas tecnologias, mas algumas franquias estão abrindo o caminho.

Confira algumas das recentes inovações:

  • Aplicativos para celulares: muitas empresas trabalham na criação de aplicativos de celular para restaurantes, com foco nos pedidos online. Depois de pronto, o restaurante pode disponibilizá-lo gratuitamente no seu website ou Facebook. Há também os aplicativos de terceiros, como o iFood, que realiza a mediação de pedidos entre o restaurante e os clientes.
  • Facebook para empresas: por se tratar de uma rede social tão popular, o Facebook é a plataforma perfeita para alcançar milhões de clientes – afinal, ele também oferece ferramentas empresariais. Além de criar uma imagem forte e fortalecer a marca do restaurante, através do Facebook é possível anotar pedidos dos clientes.
  • Cupons online: é cada vez mais comum a prática de disponibilizar cupons online, pois isso reforça o poder do restaurante nas redes sociais.

sistema-delivery-restaurantes-gratis

Garantindo a precisão em todas as etapas

Exatidão é importante em qualquer restaurante, mas é certo que o cuidado deve ser ainda maior naqueles que trabalham com o sistema delivery. Veja abaixo algumas maneiras de garantir precisão desde o momento que o pedido é anotado até a comida chegar à casa do cliente:

  • Faça certo desde o começo: quando se trabalha com pedidos para entrega, o garçom não tem a chance de voltar correndo pra cozinha e pegar aquele acompanhamento que faltou quando ele entregou a comida ao cliente. A realidade é que não há garçons envolvidos no delivery. Portanto, existe apenas uma chance de acertar, do contrário a refeição do consumidor pode muito bem se tornar um desapontamento total.
  • Tenha um sistema preciso de anotação de pedidos: certifique-se de que seu restaurante possua um bom software de gestão de pedidos, assim como uma equipe de funcionários que saiba como operá-lo de forma eficiente e correta.
  • Cuide da precisão durante a preparação: é necessário verificações de controle da qualidade e precisão ao longo da linha de produção, antes que qualquer pedido chegue às mãos do consumidor em sua residência, tal como seria se a comida fosse servida dentro das paredes do restaurante. É importante lembrar que o cliente espera que seu prato seja bem apresentado. Para fins de marketing, prefira embalagens que incluam as cores e a logomarca do seu restaurante, o endereço e também informações de contato, pois embalagens são como anúncios gratuitos.
  • Conferência final antes da viagem: diferente do serviço de salão, erros ou omissões no delivery pode custar caro se os entregadores tiverem que fazer viagens adicionais para corrigir erros ou voltar para buscar itens esquecidos. O ideal é ter alguém dentro do restaurante designado para conferir cada pedido e ver se a embalagem contém os condimentos, guardanapos ou talheres de plástico necessários.
  • Troco do entregador: os motoristas de delivery devem sempre levar consigo uma certa quantidade de notas e moedas para dar de troco caso seu restaurante aceite dinheiro como forma de pagamento. Contudo, é mais seguro para todas as partes se você exigir o pagamento adiantado através de um método online ou pelo menos definir o método de pagamento e a necessidade de troco durante a anotação do pedido.
delivery-as-razoes-de-pedir-comida

Infográfico Airstrip analisando 21.512 registros

 

Cuidados com segurança alimentar

A qualidade do alimento e segurança durante o empacotamento, transporte e reaquecimento são grandes preocupações quando falamos sobre delivery.

Em relação às embalagens, é necessário certificar que o recipiente que contém a comida vai agüentar o transporte sem vazar ou quebrar. Além disso, é muito importante separar pratos quentes dos frios, quando for o caso. As embalagens também devem prevenir a perda de calor e derramamento – no caso de transporte de líquidos, por exemplo, podem-se utilizar cortes de papelão para estabilizar o conteúdo.

Pensando na praticidade para o consumidor, a embalagem deve ser empilhável, fácil de armazenar e possa ser congelada/reaquecida – caso em que se devem incluir instruções de como reaquecer a comida. Um aviso sobre vencimento do produto é interessante também.

Mais uma dica: certifique-se de que os alimentos ficarão em temperaturas seguras ao longo do caminho. A segurança alimentar pode ser comprometida se as temperaturas variarem bastante ou caírem na zona de perigo alimentícia.

Preparar um cardápio especial para entregas

Dependendo do seu nicho alimentício, talvez seja preciso que você considere um cardápio específico para o delivery, pois alguns dos itens do seu menu habitual podem não ser facilmente transportados, especialmente se as embalagens com as quais seu restaurante trabalha não são seladas hermeticamente ou não ficam em pé por si só.

Leve em consideração o que sua equipe de cozinha é capaz de produzir e quais itens são mais apropriados para cardápios de serviço de entrega. Além disso, você deveria oferecer “menus para delivery” de papel (como flyers) aos seus clientes, para que eles possam levá-los pra casa. Esse mesmo cardápio para delivery também pode ser enviado aos clientes pelos correios.

Outros lugares onde esse menu específico para entregas deve estar disponível: em algum display na porta de seu restaurante, em uma seção especial do seu cardápio normal, e no website ou redes sociais do seu estabelecimento, se for possível.

delivery-7-tipos-de-comidas-mencionadas

Infográfico Airstrip analisando 21.512 registros

 

Organização eficiente dos funcionários

No desenvolvimento de um sistema delivery é necessário considerar a possibilidade de contratar alguns funcionários extras, especialmente se o serviço de entregas se tornar uma boa parte do faturamento de seu restaurante. Portanto, se seu negócio conta com uma porcentagem de vendas proveniente dos itens do cardápio para delivery, então você deve incluir mais trabalhadores na sua equipe para suprir essa demanda. As pessoas contratadas devem ser treinadas para atender as seguintes tarefas:

  • Atender e organizar os pedidos para entrega que forem recebidos
  • Coletar o pagamento e incluir troco, se necessário
  • Verificar todos os pedidos para ter certeza que cada um está completo e exato
  • Encaminhar os pedidos corretamente aos entregadores

Seguros são necessários

Embora seja conveniente que todos os restaurantes possuam seguro de responsabilidade e compensação dos trabalhadores, os estabelecimentos que trabalham com serviços de delivery devem investir em um seguro de automóvel, não importa se o dono ou o trabalhador seja proprietário do veículo utilizado na entrega.

Do contrário, o restaurante correrá o risco de enfrentar uma ação judicial ou outros danos, caso um dos motoristas se envolva em um acidente. Os seguros oferecem proteção aos trabalhadores, à empresa e à população no geral.

programa-para-entregas-delivery

O que deve ser considerado na implantação do serviço de entregas

Vários fatores devem ser considerados antes de você aderir ao sistema delivery, entre eles:

  • Determinar se haverá um preço mínimo para a realização de entregas: alguns restaurantes exigem um valor mínimo de R$ 15,00 ou mais para anotar pedidos para entrega. Aplicar o sistema delivery para produtos cujo preço seja praticamente o mesmo ou inferior aos custos de entrega não compensa.
  • Decidir se você oferecerá entrega gratuita: muitos restaurantes não cobram taxa de entrega na intenção de promover seu serviço, mas essa escolha deve levar em conta se isso é algo que você possa realmente pagar, e não se trata de algum luxo. Não há nada de errado em cobrar taxa de entrega.
  • Pensar em oferecer treinamento para os entregadores: é importante lembrar que eles são mais que simples motoristas contratados, já que os entregadores também são responsáveis por transmitir uma mensagem da sua empresa. Logo, as pessoas contratadas devem ser honestas e gentis, e precisam representar o tipo de serviço que o seu restaurante oferece. Geralmente os veículos utilizados pelos motoristas exibem a logomarca e informações de contato do restaurante para o qual trabalham, portanto, tenha uma conversa sincera com seu entregador sobre o modo como ele dirige, pois a percepção dos consumidores é muito importante. Eles devem dirigir respeitando o trânsito, com cortesia e dentro do limite de velocidade das ruas da cidade – tudo isso é considerado na imagem do seu restaurante. Além disso, motoristas cautelosos garantem que o alimento chegue intacto às mãos dos seus clientes.
  • Incorporar a tecnologia no serviço de delivery: muitos restaurantes já aceitam outros métodos de pedido além do telefone fixo, o que pode significar mais agilidade e conveniência para os clientes.

Problemas comuns com entregadores

Muitos donos de restaurantes ainda têm dúvidas quanto a aderir ao sistema delivery em função de comentários negativos que ouvem de outros empresários sobre os motoqueiros/entregadores. Contudo, para todo problema existe uma (ou mais) solução. Veja a seguir as principais dificuldades que os empreendedores têm em relação aos entregadores:

  • Rodízio de estabelecimentos: é comum no ramo de delivery que motoqueiros trabalhem em mais de um restaurante, já que são pagos através de comissões ou viagens. Logo, para aumentar a própria renda, nos dias de menor atividade eles buscam outras oportunidades além do restaurante principal que costumam atender. Uma boa estratégia para evitar esse comportamento é definir um valor a ser pago diariamente, independente da quantidade de corridas que o entregador venha a realizar. Dessa maneira, é possível montar uma frota efetiva no dia a dia e garante funcionários treinados, assegurando um menor número de problemas durante as entregas.
  • Entregadores ociosos durante o expediente: a contratação de muitos motoqueiros para suprir a demanda de pedidos dos fins de semana, embora necessária, acaba por acumular trabalhadores ociosos nos dias de menor pico. Uma forma de driblar essa situação é estabelecer turnos para os entregadores, reduzindo a quantidade de motoqueiros nos períodos de pouco movimento e colocando mais entregadores de prontidão nos dias de maior procura.
  • Rastreamento das entregas: uma questão bastante preocupante em restaurantes que trabalham com o sistema delivery é o atraso na entrega dos pedidos. Contudo, hoje existem diversos recursos tecnológicos que permitem o monitoramento das entregas de um restaurante, tornando o gerenciamento dos pedidos muito mais fácil. Com aplicativos especializados, é possível visualizar as entregas que estão atrasadas (e o motivo para tal, como tráfego, por exemplo) e prever o tempo estimado que o motoqueiro retornará ao restaurante.
  • Problemas com o veículo: o sistema delivery trabalha principalmente com motos, pois são transportes com melhor custo-benefício e oferecem maior agilidade nas entregas. Contudo, também são mais perigosos e estão envolvidos em mais acidentes de trânsito que outros veículos. No início, é comum que os restaurantes contratem funcionários que possuam suas próprias motos, já que adquirir uma frota pode pesar no bolso. Mas lembre-se: um problema no veículo e seu delivery será interrompido. Para evitar essas complicações, o ideal é que o dono do restaurante financie as despesas com manutenção, revisões e trocas de óleo dos veículos dos entregadores. Embora pareça um custo excessivo, essa ação garante um trabalho ininterrupto nas entregas e torna o motoqueiro mais fiel ao restaurante.
  • Burocracia e vínculo empregatício: afinal, é necessário contratar o motoqueiro ou é melhor trabalhar com o entregador autônomo? Hoje, as leis trabalhistas já confirmam o vínculo existente entre empresas do ramo alimentício e motoqueiros, mesmo os terceirizados. Para evitar problemas com o Ministério do Trabalho, o ideal é formalizar a contratação e regularizar as relações trabalhistas dos funcionários do restaurante.

Terceirização de entregadores

Gerenciar a logística de entregas pode ser muito trabalhoso para restaurantes que prefeririam concentrar seus esforços na preparação da comida. A boa notícia é que existem diversos serviços de terceirização de entregadores. Entre as principais vantagens da contratação deste tipo de serviço, podemos mencionar o fato de que você não precisará comprar veículos, treinar motoristas e lidar com os eventuais problemas de entregas que ocorrem dentro do sistema delivery.

Incluindo o marketing no sistema delivery

Quanto mais formas você utiliza para divulgar seu sistema de entregas, mais clientes e pedidos você consegue. Veja alguns métodos de marketing para incluir em seu restaurante:

  • Distribuir flyers e panfletos na vizinhança e nas fábricas e escritórios próximos ao seu estabelecimento
  • Utilizar seu website para promover o serviço de entregas
  • Postar o cardápio específico para entregas nas redes sociais
  • Incluir cópias do seu cardápio de delivery nos pedidos para buscar
  • Colocar sinalização dentro do seu restaurante, avisando sobre o serviço de delivery

Conclusão: muito trabalho (e faturamento!) pela frente com o delivery

O setor de delivery têm gerado receitas anuais bilionárias, e um grande número de restaurantes nacionais, locais e regionais têm notado isso e ingressado nessa área promissora. De fato, os donos de restaurantes podem escolher entre uma infinidade de opções de entrega com a qual trabalhar, desde serviço de pedidos online a entregas terceirizadas.

É muito fácil aumentar os lucros do negócio com o serviço de delivery, que pode coexistir junto às atividades de salão do restaurante. Em outras palavras, quando a crise ataca, a tendência é que as pessoas realizem mais pedidos e que o movimento da casa reduza um pouco. Portanto, a entrega também serve como uma estratégia de sobrevivência no mercado.

Claramente, existem diversos desafios na implantação do sistema delivery, incluindo cuidados com entregadores, precisão dos pedidos, ferramentas de distribuição e marketing, criação de cardápios específicos para entregas, e muito mais. Apesar disso, os números confirmam que esse mercado lucrativo está só aumentando e abrindo espaço para diversos nichos de restaurantes além do fast food.

Quais são as suas dúvidas em relação ao delivery de restaurantes? Deixe suas perguntas abaixo na seção de comentários!

 

 

10 comments

  1. Ana Cláudia 30 Janeiro, 2018 at 17:01 Responder

    Estou querendo implantar o delivery em meu restaurante mas tenho uma dúvida: enquanto não tiver uma grande demanda, ou seja, no início, como eu faço p garantir um motoqueiro à disposição, já que ele geralmente fatura por corrida ?
    Pois, como no começo é fraco a demanda, imagino que não terá motoqueiro interessado.
    Sobre este serviço, penso inicialmente em terceirizar.
    Aguardo resposta.

    • Eias Souza de Araujo 6 Maio, 2018 at 21:58 Responder

      ANA faz assim, normalmente na hora do almoço começa a ter entregas das 11 horas ate as 14 horas. Paga por hora para seu motoboy tipo: 20 reais a hora, assim nos primeiros dias você pagara só 60 reais. O motoboy irá fazer as entregas sem pressa, assim ele não itá danificar sua comida, durante a entrega.
      Espero ter ajudado, tenho uma empresa de motoboy, se quiser dar uma olhada no meu site.

      http://www.ejmotoboy.com.br/

      O motoboy ganhando 20 por hora, você não precisa pagar a gasolina, afinal ele irá gastar uns 4 reais por horar com combustível. Espero ter ajudado.

  2. Arthur 3 Abril, 2018 at 20:44 Responder

    Vocês não colocaram a questão jurídica e isso é uma questão relevante, tendo em vista que há alguns processos judiciais. Faço parte da Consenso – Empresa Junior de Direito – e se precisarem de ajuda estou à disposição.

Participe e deixe seu comentário abaixo.