Veja as Vendas do Restaurante Crescerem ao Aplicar 3 Passos Práticos

É muito comum que restaurantes que trabalham com self service ou marmitarias encontrem problemas de produtividade ou até alguns prejuízos.

Administrar esse tipo de negócio é uma questão complicada, principalmente por envolver um prato que o próprio cliente personaliza.

Neles, quantidades e porções são meras hipóteses.

Como trabalhar com marmitas montadas pelo cliente ou self service quando o produto é tão flexível?

A resposta parece assustadora, mas é bem simples: é preciso adotar uma “mentalidade de manufatura” para melhorar sua produção.

Não precisa se preocupar, já vamos explicar:

  1. O Que é Mentalidade de Manufatura;
  2. Porque é importante repensar os processos do restaurante para evitar problemas;
  3. Como aplicar a mentalidade de manufatura para evitar problemas nos processos;
  4. Como gerenciar os processos do restaurante de maneira fácil e prática.

O Que é a Mentalidade de Manufatura?

A “mentalidade de manufatura” é uma montagem de processo muito parecido ao das fábricas de produtos artesanais.

Trata-se de uma linha de produção que envolve todo o restaurante.

Nela, cada colaborador tem um papel específico desde atender o cliente, receber o pedido até o preparo e levar o prato à mesa ou entregá-lo por delivery.

Por exemplo, a linha começa no garçom que recebe o pedido e o envia para a cozinha, que prepara tudo com sua própria organização interna.

Em seguida, o produto é entregue de volta ao garçom para servir à mesa ou para o entregador do delivery.

Ser um bom empreendedor significa saber identificar a necessidade de mudanças no seu empreendimento.

No entanto, que muitos empreendedores da área acabam por encontrar falhas aparentemente impossíveis de serem resolvidas nestes processos.

Por não perceber como é importante ter essa “linha de produção” bem definida no seu estabelecimento, eles acabam por ter “furos” nos processos.

Na prática, esses “furos” se transformam em problemas muito grandes, como:

  • Erros nos Pedidos;
  • Pedidos feitos mas que nunca são preparados;
  • Longo tempo de espera;
  • Atendimento falho às mesas;
  • Estoque descontrolado.

Quer evitar tudo isso e deixar esse tipo de problema no passado? Confira o passo a passo.

Por Que Você Deveria Repensar seus Processos para Evitar Problemas?

É importante deixar claro que problemas sempre irão acontecer, o que precisamos fazer é minimizá-los e não deixar que refletem na maneira com que o cliente vê o estabelecimento.

Ou seja, apesar de tudo, precisamos das seguintes coisas, e rever os processos pode ajudar com isso:

  • Manter o atendimento excelente;
  • Minimizar o tempo de espera;
  • Oferecer sempre o melhor produto ao cliente.

“Para Ter um Negócio de Sucesso, Alguém, Um Dia, Teve que Tomar uma Atitude de Coragem”

Essa frase de Peter Drucker, grande especialista em negócios austríaco, traduz bem quão importante é sempre ir além.

Ir além do concorrente e do que nós mesmos estamos acostumados a fazer.

Por isso, pense bem antes de desconsiderar a revisão dos processos no seu restaurante.

Uma pequena mudança pode fazer toda a diferença e resolver mais questões do que você imagina.

Uma pequena mudança pode fazer a diferença quando precisamos melhorar a cozinha ou qualquer processo de um restaurante.

Além disso, engana-se quem acredita que usar da mentalidade de manufatura, ou seja, lidar com seus processos como uma linha de produção, irá gerar muitos gastos.

Na verdade, confira abaixo como aplicar a mentalidade de manufatura no dia a dia do seu negócio gastando menos do que uma mensalidade de TV a Cabo (ou nada).

Como Aplicar a Mentalidade da Manufatura no seu Restaurante e Vender Mais Com Isso?

São poucos os empreendedores da alimentação que pensam sobre maneiras de melhorar os processos a fim de garantir o sucesso a longo prazo.

Porém, essa é uma parte importante do gerenciamento de um estabelecimento.

1º Passo: Os Três Conceitos que Elevam seu Trabalho

O primeiro passo para entender como todos os setores do seu restaurante podem trabalhar como um só é compreender os conceitos de:

  • Confiança: Uma vez que as expectativas do cliente são atendidas no atendimento e produto, ele dedica sua confiança ao estabelecimento. Não o decepcione.
  • Previsibilidade: A “linha de produção” dos pedidos deve seguir uma lógica previsível, como a de uma fábrica. Todos devem saber o papel de cada um dentro do processo.
  • Escalabilidade: Trata-se da possibilidade de manter essa linha de produção tão eficiente e flexível que ela pode produzir mais, conforme a necessidade.

Entendeu bem? Mantenha essas três ideias em mente enquanto prossegue para os próximos passos.

Para melhorar a cozinha, é preciso melhorar toda a "linha de produção" do estabelecimento.

2º Passo: Estabeleça um Ponto de Contato entre Cozinha e Salão

Os pontos chave de uma linha de produção de um restaurante são:

  1. Garçom;
  2. Cozinha;
  3. Caixa; 
  4. Entregador/Garçom que serve as mesas;
  5. Gerência.

Quando falamos de gerentes, normalmente pensa-se sobre um cargo maior do que todos e que os lidera.

Mas, nesse caso, por gerência queremos dizer alguém responsável por efetivamente gerenciar os pedidos que entram e saem da cozinha.

O gerente dos pedidos nada mais é do que alguém responsável por:

  • Revisar os pedidos que entram e saem da cozinha;
  • Verificar como está o estoque no final do dia;
  • Organizar o salão e o caixa.

O mais interessante é que você não precisa de alguém novo para fazer isso. 

Essas funções podem ser delegadas individualmente para garçons e cozinheiros ou, até mesmo, podem ser executados por um sistema inteligente de gestão de restaurantes.

3º Passo: Escale seu Negócio com uma Linha de Produção Automatizada

Lembra daqueles três conceitos que passamos anteriormente? 

A confiança é o que você conquista quando atende bem seus clientes.

A previsibilidade é o que se alcança quando tem uma linha de produção efetiva no seu estabelecimento.

A escalabilidade é a possibilidade de aumentar a quantidade de pratos preparados sem criar problemas nos processos.

Empreendedores confiantes são aqueles que podem confiar em seus colaboradores, processos e sistema.

Trata-se da capacidade dos seus colaboradores de se adaptarem as necessidades.

Quando você segue o passo número 2 e cria um ponto de contato entre salão e cozinha, que media todos os contatos entre essas partes e gerencia os pedidos com habilidade, você é capaz de gerar confiança, em processos previsíveis e flexíveis.

E como mencionamos, esse papel pode ser de uma pessoa ou de um sistema de qualidade. 

Como Gerenciar os Pedidos do seu Restaurante e Evitar Problemas no Preparo e Atendimento?

Você sabia que contratar um sistema de gestão é mais barato do que a mensalidade de uma TV a Cabo?

Inclusive, é muito mais barato do que contratar e treinar colaboradores novos.

Um precinho bem abaixo do esperado e muitas vantagens, como:

  • Integração dos processos no restaurante;
  • Agilidade no preparo e anotação dos pedidos;
  • Economia ao evitar desperdícios e erros de preparo;
  • Controle de estoque completo que atualiza automaticamente conforme os pedidos são recebidos.

O Programa Consumer é o melhor sistema de gestão do mercado pois garante isso tudo e muito mais, com três planos leves no bolso, um deles gratuito!

Não perca mais tempo com processos que não ajudam seu estabelecimento a crescer! 

Confira a versão gratuita do Programa Consumer clicando aqui, compare com os outros planos e descubra qual a melhor para você.

Participe e deixe seu comentário abaixo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.